Sustentabilidade: como fazer descarte de tinta

Sustentabilidade: como fazer descarte de tinta

Se a tinta for a base de látex o ideal para seu descarte é sua solidificação, ou seja, secar ela até que fique um material sólido. Para isso, basta deixar secar, ou se a quantidade for muito grande pode-se utilizar algum material para acelerar esse processo como por exemplo misturar a tinta com areia de gato. Após seca ela pode ser descartada normalmente e enviada a aterros sanitários.

Outro destino para os produtos que restaram em sua casa após a reforma, se estiverem em condições de uso, é doar para conhecidos, vizinhos, escolas, casa de repouso ou até instituições carentes. Outra dica boa é sempre reaproveitar os pincéis que você usa para aplicar os produtos. Ou seja, quando você acabar sua obra, limpe os objetos e guarde-os para uso futuro, pois eles podem ser reutilizados em outros momentos. Mas lembre-se: para tintas à base de solvente, lave as ferramentas com o mesmo solvente utilizado na diluição da tinta aplicada. Despeje os resíduos dessa lavagem e do solvente em areia, mas nunca no solo. Depois que o solvente evaporar, descarte a areia no lixo comum.

Para tintas à base de água, lave as ferramentas com água e em seguida com água e sabão. Se no local há esgoto tratado, descarte a água da lavagem das ferramentas em ralos, tanques ou vasos sanitários. Assim ela irá para a rede de esgotos, evitando impactos nos rios e córregos. Não a descarte em bueiros, bocas-de-lobo e muito menos no solo. Essa é a orientação da Campanha Pintou Limpeza.

Você também pode procurar a prefeitura de sua cidade para saber como eles lidam com materiais de difícil reciclagem, caso as demais alternativas não tenham funcionado.

Procure evitar o descarte de tinta

Para evitar descarte de tinta e até mesmo poupar o bolso, determine a quantidade de tinta necessária, ação que também faz bem para o meio ambiente. Para isso, basta medir a área a ser pintada (meça duas vezes para evitar erros) e conferir na embalagem ou com o fabricante sobre o rendimento da tinta. Procure aproveitar todo o conteúdo da embalagem com a ajuda de uma espátula. Em caso de dúvidas entre em contato com o local onde você adquiriu o produto, eles poderão esclarecer todas as suas dúvidas e informar o meio mais adequado de realizar sua pintura.

Pode-se também misturar as sobras de tinta para fazer uma cor cinza ou concreto. Mas só podem ser misturados produtos do mesmo tipo e com as mesmas características. Não junte tinta à base de água com outra à base de solvente.

Tampe bem a lata de tinta para não ressecar e garantir um próximo uso.

A lata também merece atenção

Dê um destino correto para a lata vazia. Recicle! Mesmo com restos de tinta seca, encaminhe as latas vazias para: – Uma Área de Transbordo e Triagem (ATT) autorizada pela prefeitura – Pontos de Entrega Voluntária (PEVs) – Cooperativas de catadores de materiais recicláveis – Sucateiros legalizados.

As latas de aço ou alumínio são infinitamente recicláveis, podendo voltar ao ciclo da reciclagem sempre que necessário.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *